Você está ouvindo: Radio WEB Chamamé MS

Roberto Galarza

Roberto Galarza

Roberto Galarza, nascido na província de Santa Fé, correntino por adoção, uma referência indiscutível na musica do litoral. Sua carreira começa na pequena localidade de “Distrito Alto Verde”, província de Santa Fé  em 18 de abril de 1932.

Sua vocação de cantor e ‘guitarrero’ inicia desde criança, fazendo dúo com seu irmão Rogelio, que também decolou na atividade artística com sucesso.

Já em Corrientes é apelidado de “El Zorzal de Corrientes” por seus dotes de cantor, de afinação perfeita e um timbre tão especial – com interpretações justas, com magnífica tradução de sentimentos e emoções.

A carreira artística de Roberto Galarza percorre um longo caminho, já em 1950 se une ao conjunto “Los hijos del Chamamé”, do acordeonista de origem entrerriana Gregorio Martínez.

Posteriormente acompanho por um tempo a Julio Montes, os famosos “Mencho Cirilo” e seu “Trío Santa Anita”; com quem percorre numerosos palcos.

Anos adiante é convocado por don Damasio Esquivel. Com o mesmo atua e chega a gravar seus primeiros discos. Porém, o sucesso rotundo chega quando se incorpora ao já famoso “Cuarteto Santa Ana” com a direção de Ernesto Montiel.

 

Em vários anos de atuação, deixa várias placas discográficas gravadas que são inesquecíveis. Desvinculado de Montiel, canta em vários conjuntos de Miguel Repiso, no “Conjunto Regional de Polito Castillo”, com Abelardo Dimotta, Isaco Abitbol, entre outros.

Sua trajetória artística inquieta o leva a atuar com outra grande voz del chamamé: Atilio Puchot e o bandoneón de Julio Lorman, no grupo “Los tres del Litoral”, de curta vida.

Prossegue gravando com seus próprios conjuntos. Além das participações discográficas como artista convidado; executando violão, ou guitarrón ou contrabaixo.

As qualidades artísticas de Roberto Galarza são surpreendentes. Como se o já citado fosse pouco, falta mencionar sua recordada participação no início do grupo “Los de Imaguaré”. Naquela oportunidade com Joaquín “Gringo” Sheridan e Julio Cáceres; e ainda as gravações com o conjunto “Los Montieleros”, entre outros.

Inspirado compositor, escreveu páginas de uma lucidez melódica que se tornaram muito populares. Alguns de seus mais destacados temas; “Distrito Alto Verde“, “Mi ponchillo y mi Facón“, “Reproche“, “Arroyito del Recuerdo“, “Volver en Guitarra“, entre otros.

Nestes últimos anos realizou apresentações junto a seu filho Roberto Matías. Também com o grupo coral “Querencia”, aos quais o acompanharamm em seus registros discográficos mais recentes.

Já com a saúde debilitada, em 23 de setembro de 2008 Roberto Galarza veio a falecer nas salas do “Hospital Escuela de Corrientes”.

“…Que se transforme em uma árvore minha’lma inteira…”

 “…Tu alma ya se convirtió en guitarra y estarás con nosotros en las farras, con acordeones y un rasguear chamamecero…

Trecho do Livro do Prof. Enrique Piñeyro; “El Chamamé: Música Tradicional de Corrientes”. 2005 – Paulo Ferreyra e Silvia Velcheff, CorrientesChamame.com

fonte: www.chamame.com.br

 

Volver en Guitarra

Letra e música
Roberto Galarza

Cuando me vaya
para siempre de este mundo
al alejarme
de mis seres tan queridos.
Sólo un deseo
al Dios supremo yo le pido
un imposible
pero sé que es tan profundo.

Que se convierta
en un árbol mi alma entera
para que en días
calurosos de verano.
Bajo mi sombra
descansen mis paisanos
como una posta,
que lo ocupe quien lo quiera.

Y los gurices con sus rondas me cercaran
y los que se aman cumpliendo una promesa
dejen sus nombres cual recuerdo en mi corteza
aunque me duela con cuchillos me tallaran.

Y cuando troce mi madera un carpintero
que en vez de muebles se dedique a hacer guitarras
para estar junto a mis amigos en las farras
con acordeonas y un rasguear chamamecero.

Galeria de Imagens

Galeria de Vídeos

Comentários